Por que o lixo orgânico é prejudicial à natureza e o que muda quando fazemos bom uso dele

lixo orgânico

O lixo orgânico compreende materiais de origem animal ou vegetal. Ou seja: é biodegradável e, com o passar do tempo, ele geralmente é decomposto por outros organismos. Por isso, quando pensamos em impactos negativos sobre a natureza, são os resíduos inorgânicos que veem à nossa mente. Afinal, um produto natural não poderia causar mal ao meio ambiente, certo? Infelizmente não é bem assim e neste blog aprenderemos o porquê.

Por que precisamos dar o destino correto ao lixo orgânico?

Quando o lixo orgânico é descartado de forma incorreta, isto é, quando é enviado aos aterros sanitários, os danos causados são graves e precisam da nossa atenção.

O motivo para isso é que, nos aterros, o lixo acaba sendo enterrado. Dessa forma, durante sua decomposição, ele recebe menos oxigênio. Isso resulta na produção de gases como metano e dióxido de carbono, que são liberados na atmosfera e agem sobre a camada de ozônio, destruindo-a. Isso significa que os gases liberados pelo lixo orgânico contribuem para intensificar um problema já bastante conhecido e grave: o aquecimento global!

Mas isso não é tudo. A decomposição do lixo orgânico nos aterros sanitários produz ainda o chorume. O chorume é um líquido escuro, de odor forte, altamente poluente e que é absorvido pelo solo. E, por penetrar o solo, contaminando-o, ele também pode chegar aos lençóis freáticos. Causando sérios problemas ambientais e à saúde da população.

Além disso, não podemos esquecer que o lixo orgânico atrai animais transmissores de doenças, outro grande prejudicial à saúde pública.

Reciclagem: o que muda quando fazemos bom uso do lixo orgânico

A boa notícia é que os aterros sanitários não são o único destino possível aos resíduos orgânicos. Há, ao invés disso, uma solução cheia de vantagens para você e para a natureza: a compostagem!

A compostagem é um processo pelo qual a matéria orgânica é decomposta para se transformar em um adubo rico em nutrientes para o solo. Em outras palavras, ao misturar diferentes tipos de resíduos, como restos de comida, folhas secas, gravetos, etc., e claro, bastante oxigênio, o lixo orgânico é reciclado e devolvido à natureza. Alimentando, assim, novas plantas e microrganismos que vivem na terra. Dessa forma, solos empobrecidos podem ser curados, voltando a ser nutritivos e cheios de vida!

Para o lixo orgânico ser transformado em adubo demora alguns meses, é verdade, mas vale a pena! E é uma experiência incrível de acompanhar! Sem contar que, além de deixar de causar dano ao meio ambiente, ao fazermos a compostagem, o lixo orgânico também pode nos beneficiar.

Com ele criamos um produto útil e valiosíssimo para jardineiros, agricultores e paisagistas. O composto gerado é uma alternativa muito superior aos fertilizantes químicos, pois é de origem consciente e com muita qualidade!

Quem sabe essa será a oportunidade perfeita para você criar sua própria horta ou jardim em casa? A natureza está aqui para ser apreciada e cuidada. Então não perca essa chance! E mesmo que você precise de processos mais práticos e rápidos, existem outras alternativas à compostagem. Visite outro de nossos blogs e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CNPJ: 07.045.139/0001-09

Copyright Terraform Kitchen© 2020.  Desenvolvido por WSI Consultores

Quer acompanhar nossas novidades ou receber cupons de descontos?